Bitcoin volta acima dos US$ 23 mil com visita de Pelosi á Taiwan e faixa de negociação continua

Os ânimos de todos veem um desafio nas tensões EUA-China que influencia nos níveis de preço dos criptoativos, principalmente do Bitcoin.

O Bitcoin (BTC) viu volatilidade após a abertura de Wall Street em 2 de agosto, em meio a reações contínuas do mercado às tensões entre os Estados Unidos e a China.

BTC/USDT – Gráfico 1hora – Fonte: Coinmarketcap/TradingView

Preço do BTC muda e positiva com Pelosi desembarcando em Taipei

Dados mostraram que o par BTC/USD subiu acima de US$ 23.000 quando chegaram as notícias de que Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, havia desembarcado em Taipei, Taiwan, após avisos de retaliação de Pequim.

A visita, que levantou preocupações sobre a ocorrência de um grande incidente, pareceu transcorrer sem problemas – algo que um analista do grande gigante bancário JPMorgan disse anteriormente que desencadearia uma recuperação do mercado.

Tanto o S&P 500 quanto o Nasdaq Composite Index estavam ligeiramente mais altos, revertendo as perdas iniciais. Anteriormente, os mercados asiáticos haviam se saído pior com a incerteza, com o Shanghai Composite Index e o Hang Seng de Hong Kong perdendo cerca de 2,3% no dia.

Como os traders deram um fim à calma dos últimos dias no BTC, restava ver se importantes linhas de tendência próximas continuariam a se manter com posteriores retestes desses pontos.

“As próximas semanas / meses no espaço cripto serão voláteis devido a eventos macro desempenhando um papel maior do que nunca”, previu o popular trader Crypto Tony .

Crypto Tony acrescentou que aumentaria sua alocação caso o BTC/USD saísse da faixa entre US$ 22.000 e US$ 24.000 para níveis mais baixos.

Esse intervalo foi compartilhado pelo colega trader Credible Crypto, que, no entanto, reconheceu o potencial de uma viagem para US$ 25.000 também, mostrando no gráfico os possíveis movimentos dos preços do BITCOIN (gráficos no Twitter abaixo).

Fonte: Twitter

O que seria um potencial vento contrário para o Bitcoin e ativos de risco, o índice do dólar americano (DXY) capitalizou a força diária à medida que os eventos se desenrolavam para atingir a marca de 106 mais uma vez.

O índice do dólar Bloomberg também registrou ganhos, já que Pelosi se tornou a primeira palestrante dos EUA a visitar Taiwan em 25 anos.

DXY – Índice do Dólar Americano – Gráfico de 4 horas – Fonte: TradingView

Níveis de Fibonacci limitam ganhos e perdas do Bitcoin no terceiro trimestre

Olhando o quadro mais amplo, a empresa de trading QCP Capital confirmou que não esperava que o Bitcoin testasse novamente os mínimos de 2022 de US$ 17.600.

“Esperamos que o preço do BTC suba daqui para a maior parte do terceiro trimestre, com altas limitadas, mas também quedas limitadas na ação instável do preço”, escreveram analistas em seu resumo de mercado divulgado em 1º de agosto.

Além desse prazo, no entanto, o QCP não descartou um movimento para “quebrar as mínimas” e encerrar de vez o atual mercado de baixa. Em circunstâncias “extremas”, disse, isso pode envolver preços tão baixos quanto US$ 10.000.

Um ponto de pivô provisório, acrescentou, poderia ser um nível de retração de Fibonacci em US$ 28.700.

fonte: cointelegraph

Deixe uma resposta