Empresa que doou US$ 95 milhões para ajudar a RIPPLE no processo da SEC faz parceria para lançar o Real Digital no Brasil

A KaJ Labs, uma empresa blockchain de Seattle, iniciou discussões com o Banco Central do Brasil para fazer parceria no lançamento do CBDC do país, o Real Digital.

A empresa usará sua plataforma de criptomoeda proprietária, a Lithosphere, como meio de preparar o teste para a moeda digital do Brasil.

O fundador da KaJ Labs, Joel Kasr, disse: “A KaJ Labs se concentrará em como a interoperabilidade pode ser alcançada entre vários CBDCs e outras soluções DLT.”

O Brasil tem explorado CBDCs desde 2020. Funcionários do Banco Central do Brasil conversaram com executivos da Ripple na época para avaliar como fazer isso, usando a versão privada do livro razão XRP (XRP Ledger).

Em junho de 2021, o BCB anunciou o plano das próximas etapas para a construção de seu projeto de moeda digital.

A KaJ Labs, empresa que vai executar parte desse projeto para tornar realidade o CBDC do Brasil, é muito amiga da Ripple Labs e não é por acaso.

A empresa liderada por Joel Kasr agradece a Ripple por ter desenvolvido uma rede para transferências de dinheiro transfronteiriças rápidas e de baixo custo com XRP. 

O trabalho de Ripple “abriu caminho para inovações como a litosfera”, afirmou a empresa.

A Lithosphere é alimentada por AI (Inteligência Artificial) e Deep Neural Networks (DNNs) (Redes Neurais) para contratos inteligentes inteligentes e um novo esquema Myriad Distributed Key Management (MDKM) para gerenciamento de chaves.

KaJ Labs colocou-se ao lado da Ripple durante o processo em andamento com a Securities and Exchange Commission (SEC). A empresa doou um total de US$ 95 milhões para o fundo de defesa legal da Ripple.

KAJ LABS EM PARCERIA COM O BANCO CENTRAL DO BRASIL PODE LANÇAR O REAL DIGITAL JÁ EM 2022

Então, provavelmente não seja uma coincidência que KaJ Labs fechou uma parceria com o Banco Central do Brasil depois de doar tanto para a defesa de Ripple.

A tentativa de parceria com o Banco Central do Brasil para lançar o CBDC digital real é uma conquista da importância da empresa no ambiente de criptomoeda.

O Brasil planeja digitalizar o real brasileiro e pode liberar a moeda digital do Banco Central já em 2022, desde que a infraestrutura e as condições necessárias para a implementação da moeda digital sejam atendidas.

Lançado em 2020, o sistema de pagamento instantâneo PIX do país permite aos usuários transferir e receber pagamentos via smartphone em segundos e pode formar a espinha dorsal de um CBDC maior.

A Lithosphere da KaJ Labs ajudará com a tecnologia de razão distribuída (DLT), tokenizando os títulos e o token de pagamento de atacado usando suas soluções personalizadas de interoperabilidade de blockchain.

O lançamento irá explorar as duas formas de dinheiro tokenizado para liquidar transações de debêntures ou títulos, a serem emitidos, liquidados e compensados ​​em um blockchain autorizado.

fonte: financefeeds.com

One thought on “Empresa que doou US$ 95 milhões para ajudar a RIPPLE no processo da SEC faz parceria para lançar o Real Digital no Brasil

Deixe uma resposta