Fake News sobre adoção do Litecoin pelo Walmart faz com que os mercados cripto bombem e despejem bilhões em minutos

Uma Fake News sobre a adoção de pagamentos de Litecoin (LTC) pelo Walmart enviou os mercados de criptomoedas à lua e de volta.

Todo o mercado de criptomoedas bombou quando a notícia de que o gigante do comércio eletrônico Walmart, com sede nos EUA, fechou um acordo de parceria com a Litecoin para permitir que seus clientes façam pagamentos com LTC. Infelizmente, as notícias pareciam falsas e o mercado caiu posteriormente.

De acordo com um comunicado de imprensa falso na segunda-feira (13 de setembro de 2021), os clientes do Walmart logo poderiam começar a fazer pagamentos com LTC em todas as lojas de comércio eletrônico.

A história foi rapidamente divulgada por grandes veículos de notícias, incluindo Reuters e CNBC, que, ironicamente, tinham isso no corpo antes de editá-lo:

“Não ficou claro se o comunicado à imprensa era realmente autêntico.”

Curiosamente, os sites que pegaram a história não perceberam que o impostor creditou o comunicado à imprensa ao Walmart-corpCom,  que não está relacionado ao Walmart Inc. de forma alguma.

Isso desencadeou uma reação em todo o mercado, e a maioria das criptomoedas bombou tremendamente em questão de minutos. Bitcoin tocou US$ 47.000 e Litecoin – o herói da história falsa tocou US$ 240. No total o mercado somou incríveis US$ 80 bilhões em questão de minutos.

Momentos depois, porém, correram soltas especulações de que a história era falsa, e não demorou muito para que o LTC mergulhasse. O preço despencou para US$ 175 e atualmente é comercializado em torno desse nível. Isso fez com que todo o mercado perdesse cerca de US$ 100 bilhões nos minutos seguintes.

Não demorou muito para a CNBC e outros meios de comunicação confirmarem que a história era falsa e um porta-voz do Walmart confirmar que o comunicado à imprensa não era autêntico. 

fonte: cryptopotato

One thought on “Fake News sobre adoção do Litecoin pelo Walmart faz com que os mercados cripto bombem e despejem bilhões em minutos

Deixe uma resposta