Shiba Inu pronta para um aumento de 50% após rompimento de resistência

Shiba Inu tem mantido seus preços flutuando em uma faixa de negociação apertada depois de um aumento de 15% em 12 de Janeiro.

Uma primeira resistência em US$ 0,000033 deve ser rompida para que um novo ralie de alta se inicie.

Os riscos de queda de preço existem, porém são limitados se comparados com o potencial de alta da criptomoeda.

O movimento dos preços da Shiba Inu se estabilizou um pouco desde a perda de 35% experimentada de 28 de dezembro de 2021 a 10 de janeiro de 2022. No entanto, manteve a maioria de seus ganhos e manteve uma zona crítica de suporte Ichimoku.

Shiba Inu precisa recuperar US$ 0,000033 para partir para nova alta

Shiba Inu tem dois níveis técnicos críticos que devem ser quebrados para mudar a atual perspectiva de baixa para uma de alta. O Kijun-Sen diário e o Volume Point Of Control compartilham a área de valor de US$ 0,000032. Se a força compradora (os touros) puderem empurrar a SHIBA para um fechamento acima disso, uma nova tendência pode começar.

Uma projeção de preços futuros é feita no gráfico diário para o preço de Shiba Inu. Uma idéia de negociação de sucesso seria colocar uma ordem de compra em US$ 0,000033, um stop loss em US$ 0,000029 (um pouco abaixo do Tenkan-Sen) e uma meta de lucro em US$ 0,000049.

A negociação representa uma configuração de recompensa/risco de 4:1 com uma meta de lucro implícita de pouco mais de 50% a partir da entrada. Um stop móvel ajudaria a proteger qualquer lucro obtido após a entrada.

Gráfico Diário SHIBA / USD com indicador Ichimoku Kinko Hyo Chart – fonte: fxstreet

Essa negociação seria invalidada se o preço da Shiba Inu chegar a um preço de fechamento diário abaixo do fechamento de 10 de janeiro – US$ 0,0000267 ou os preços se moverem abaixo desse valor, aí o próximo alvo de baixa pode ser a área de US$ 0,000020.

Obs: Esse site se destina a informar e educar. Não é recomendação de investimento. Decisões de investimento devem sempre partir de você.

fonte: fxstreet

Deixe uma resposta